21 de março de 2019

Estado e Itaipu devem atuar em parceria em projetos de infraestrutura

Assunto foi discutido entre o governador Carlos Massa Ratinho Junior e o diretor-geral brasileiro da usina, Joaquim Silva e Luna. Um destes projetos é o do corredor bioceânico ligando os portos de Paranaguá e Antofogasta, no Chile.

Infraestrutura e Logistica
A Itaipu Binacional deve ser parceira do Governo do Estado na execução de projetos para a infraestrutura do Paraná. O assunto foi discutido nesta segunda-feira (18), em encontro no Palácio Iguaçu entre o governador Carlos Massa Ratinho Junior e o diretor-geral brasileiro da usina, Joaquim Silva e Luna.

Um dos projetos que serão desenvolvidos pelo Estado e Itaipu já foi definido. É a segunda ponta entre Brasil e Paraguai, que será construída em Foz do Iguaçu com recursos da hidrelétrica e gestão do governo estadual. Outro assunto discutido foi o corredor bioceânico ligando os portos de Paranaguá e Antofagasta, no Chile. A ideia, de acordo com Ratinho Junior, é usar a influência da Itaipu para criar um ambiente político propício, junto com autoridades dos países vizinhos, para tirar do papel esse projeto.

No encontro também foram tratados de outros projetos estruturantes, como o novo traçado ferroviário até o Litoral e a modernização das rodovias estaduais. “Nossa produção agropecuária dobra a cada dez anos, mas tanto as rodovias quanto as ferrovias estão defasadas para escoar esses produtos”, afirmou o governador. “Queremos posicionar o Paraná como o maior produtor de alimentos do mundo. Para isso, precisamos vencer os desafios e modernizar os modais logísticos”, disse.

Ratinho Junior ressaltou que o governo está preparando um plano diretor da infraestrutura do Estado e vai destinar R$ 270 milhões para a elaboração de projetos executivos, necessários para a execução das obras. Além disso, também trabalha junto com o governo federal para ampliar a área de concessão rodoviária estadual, incluindo mais mil quilômetros de rodovias no Anel de Integração.

CORREDOR BIOCEÂNICO – O governador sugeriu que a diretoria da Itaipu promova reuniões com embaixadores dos países por onde passará o traçado da futura ferrovia, como Argentina, Chile e Peru – um primeiro passo antes de iniciar a execução do projeto. “É um diálogo que vale a pena, já que é uma obra estruturante muito importante e um sonho antigo do País”, afirmou Silva e Luna.

Ratinho Junior falou sobre o interesse de empresas chinesas na execução do projeto, reiterado pelo embaixador da República Popular da China, Yang Wanming, que esteve na semana passada no Palácio Iguaçu. Naquela reunião, o governador destacou que a Itaipu ficaria responsável pelo projeto executivo da nova ferrovia.

TURISMO – O governador também pediu o apoio da Itaipu para impulsionar o turismo no Estado. Foz do Iguaçu é hoje o segundo principal destino turístico do País, tendo na maior usina hidrelétrica do mundo em geração de energia um dos seus principais atrativos.

A ideia é fazer com os turistas que visitam Foz fiquem mais tempo no Paraná e conheçam os outros destinos do Estado. O Paraná tem 14 regiões turísticas e mais de dois mil atrativos em pelo menos 283 municípios. Eles estão disponíveis no portal Viaje Paraná (www.viajeparana.com).

PRESENÇAS – Acompanharam a reunião o chefe da Casa Civil Guto Silva; os secretários da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Luiz Felipe Carbonell; e da Comunicação Social e Cultura, Hudson José; e o chefe de Gabinete, Daniel Vilas Bôas, e o diretor Financeiro Executivo da Itaipu, Anatalício Risden Junior.
 
 

© 2013 - Todos os direitos reservados DIAGRAMA MARKETING EDITORIAL


Loading