24 de maio de 2019

Com programa de inovação, Andrade Gutierrez busca soluções inovadoras para engenharia

Companhia lançou o segundo ciclo do Vetor AG, voltado para pesquisadores, universidades e empresas de todo o Brasil

StartSe
A Andrade Gutierrez, uma das maiores empresas do setor de Engenharia e Construção, está em busca de projetos inovadores. A companhia, presente no mercado há mais de 70 anos, lançou o segundo ciclo de seu programa de inovação aberta, o Vetor AG. Além de acelerar novos projetos, a iniciativa também promove a conexão direta com empresas que possam se tornar possíveis fornecedoras da AG, por meio do processo de Fast Track.
 
Pesquisadores, universidades e empresas de todo o Brasil podem inscrever suas soluções para nove desafios propostos pela Andrade Gutierrez: agilidade na captação de mão de obra local; otimização na logística de materiais, redução do tempo de tratamento térmico em soldagens; agilidade no lançamento de cabos em tubulações; apontamento de produção em tempo real; caracterização de solos otimizada; compactação de solos em climas desfavoráveis; canteiros sustentáveis; e gestão remota.

Tecnologia aplicada em concreto
No primeiro ciclo do Vetor AG, que durou cinco meses, foram sete projetos acelerados. Um deles é o de água imantada para a produção de concreto, desenvolvido pelo pesquisador Abdias Magalhães Gomes. A tecnologia envolve o tratamento magnético da água de constituição dos concretos, que potencializa algumas de suas propriedades tanto no estado fresco quanto endurecido. “A água passa por um campo magnético e sai com suas propriedades físicas alteradas e este novo comportamento propicia a redução da quantidade de cimento, adições e aditivos utilizados nas misturas e por consequência reduzindo o custo dos concretos sem prejuízo da qualidade, desempenho, resistências, durabilidade”, explica Magalhães.

A solução está sendo testada em uma das usinas da AG em Belo Monte. “Colocando o projeto em campo, consegui ver que os benefícios da água magnetizada eram ainda maiores, e que haviam outros potenciais usos. Além disso, desenvolvemos uma nova versão do equipamento imantador. Inovação é um processo contínuo”, ressalta Abdias.

Segundo Newton Goulart, gerente de controle tecnológico da Andrade Gutierrez e responsável pelo projeto de Abdias, os resultados já apareceram, com a redução de 4% da quantidade de cimento produzida. “Neste processo, nós entramos com a parte prática e também auxiliamos com conhecimento. Agora, estamos estudando aplicar a tecnologia em outras obras nossas”, ressalta.

Drones na construção
Outro projeto acelerado no primeiro ciclo do Vetor AG foi o da startup Levitar, que oferece serviços de engenharia com operação integrada de drones e tecnologias de precisão e análise de dados. A empresa busca aumentar a eficiência e reduzir custo das atividades operacionais, comerciais e produtivas de seus clientes. “Poder testar a solução em escala real, em uma das maiores empresas de infraestrutura do país, foi um dos principais benefícios. Interagimos com muitas áreas e aprendemos muito com a empresa de maneira geral”, conta Luis Carlos Filho, CEO da Levitar.

Segundo o empreendedor, o próximo passo inclui a implementação de um projeto de lançamento de cabos aéreos com ajuda de drones em uma das obras da Andrade Gutierrez. “A solução vem para ajudar nas dores ambientais, pois como os cabos não precisam passar por terra, com o uso de tratores, há uma redução drástica na área a ser desmatada”, conta Luis.

De acordo com Gustavo Passos, patrocinador do desafio, a expectativa é de que os equipamentos cheguem ao Brasil em dois meses, junto com as cordas fabricadas especialmente para o projeto. “Analisando as possibilidades, verificamos que drones já tinham sido usados em lançamentos de cabos de linha de transmissão, mas em situações pontuais como travessias de linhas existentes ou áreas urbanas. Foi proposto o desafio para os engenheiros da Levitar e, após conversas e análises técnicas, entendemos que seria possível a aplicação em grande escala”, explica.

Ciclo 2019 – Inscrições até 31/5
Os interessados em inscrever projetos para o Vetor AG devem acessar o site até o dia 31 de maio. O novo ciclo de aceleração e Fast Track está previsto para o início de julho. Os projetos acelerados receberão, durante cinco meses, suporte, mentorias e poderão utilizar um espaço de coworking no escritório da AG em São Paulo. Além disso, testarão as soluções em escala real, com possibilidade de investimento.

© 2013 - Todos os direitos reservados DIAGRAMA MARKETING EDITORIAL


Loading