21 de agosto de 2019

MDR lança programa de renovação de frota do transporte público sobre trilhos

RETREM financiará a aquisição de novos trens e a reforma do material rodante de operadoras metroferroviárias de passageiros sobre trilhos

Assessoria de Imprensa
O programa de Renovação de Frota do Transporte Público Coletivo Urbano de Passageiros sobre Trilhos (RETREM) foi lançado pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, em junho, durante evento no salão nobre da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP). Na ocasião, o ministro apresentou as linhas de financiamento e outras condições que as operadoras ferroviárias de passageiros precisam cumprir para a aquisição de trens novos, fabricados pela indústria metroferroviária nacional. A meta do programa é conceder empréstimos de R$1 bilhão por ano, utilizando recursos do FGTS da Caixa Econômica Federal, e também de linhas de créditos do BNDES, com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Além do ministro do Desenvolvimento Regional, participaram do evento o secretário Nacional de Mobilidade Urbana, Jean Carlos Pejo; o vice-presidente e diretor titular do Departamento de Infraestrutura (DEINFRA) da FIESP, Carlos Antonio Cavalcanti; o presidente do Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários (SIMEFRE) e vice-presidente da FIESP, José Antonio Fernandes Martins, e o presidente da Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (ABIFER) e diretor do DEINFRA da FIESP, Vicente Abate.

Abate pontuou que o programa é de extrema importância para o país. “O RETREM permitirá o aquecimento da indústria ferroviária brasileira em curto prazo, além de viabilizar a modernização e expansão do sistema metroferroviário nacional. Mais do que relativizar nosso setor, o RETREM vai alavancar a economia do país”, disse.

Gustavo Canuto também destacou a relevância da iniciativa. De acordo com ele, o transporte sobre trilhos melhora tanto a qualidade de vida das pessoas, quanto a qualidade do trabalho com a redução do tempo despendido nos deslocamentos. “O RETREM é um programa do Governo Federal de financiamento, que permitirá aos setores público e privado acessarem recursos para readequar frotas de trens, adquirirem novos veículos, material rodante, além de promover melhorias e investimentos em tecnologia e sistemas embarcados. Com o financiamento, é possível melhorar a frota existente ou criar novas. É uma medida para beneficiar, principalmente, a população que mora mais distante do centro, que mais precisa do transporte público de qualidade”, finalizou.

Programa de Renovação de Frota do Transporte Público Coletivo Urbano de Passageiros Sobre Trilhos (RETREM)
O programa de Renovação de Frota do Transporte Público Coletivo Urbano de Passageiros Sobre Trilhos (RETREM) tem como objetivo melhorar a qualidade de dos serviços prestados aos usuários por meio de financiamento para aquisição e renovação da frota ferroviária.
O programa possui duas linhas de financiamento:
- Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana - Pró-Transporte: com recursos do FGTS da Caixa Econômica Federal.
- BNDES Finem (Financiamento a Empreendimentos): com recursos do FAT, entre outros recursos. 
O RETREM se destina aos operadores públicos e privados de sistemas de transporte público de passageiros sobre trilhos, para a aquisição de novos trens ou reforma do material rodante. Para mais informações sobre o programa RETREM, clique aqui.

Crédito da foto: Revista Sobretrilhos.    

© 2013 - Todos os direitos reservados DIAGRAMA MARKETING EDITORIAL


Loading