Empreendimentos imobiliários

Capítulos 123456789

Capítulo IX:
Gestão de projetos

A equipe de gestão de projeto deverá participar e acompanhar a definição de soluções e problemas decorrentes da não conformidade dos projetos de arquitetura e engenharia, dos participantes, das construtoras, das montadoras, das instaladoras, dos fornecedores de materiais e equipamentos do ativo do projeto, entre outras atividades.

A equipe de gestão de projeto deverá implementar um programa de qualidade buscando a excelência nos seus trabalhos, participando no acompanhamento da definição de soluções técnicas para os problemas decorrentes das não conformidades nos projetos de engenharia ou na execução de obras de modo a atingir as necessidades e as expectativas quanto a prazo, custos e atendimento, proporcionando garantia total ao empreendedor.

·     reclamações da população, recebidas e registradas como RNC's Graves;

·     inspeções de produtos/serviços - toda e qualquer não conformidade identificada por inspeções, ensaios e testes, conforme normas brasileiras, especificações aplicadas aos produtos/serviços ou documento do sistema da qualidade do empreendedor;

·     indicadores de desempenho fora do previsto; toda e qualquer não conformidade em confronto com o planejamento, como, por exemplo: prorrogação do prazo de execução de produtos, quebra de equipamentos, manutenção de equipamentos fora do prazo previsto, etc.;

·     falha no controle de documentos, evidenciada por seu extravio, deterioração, utilização de cópias ultrapassadas ou na quebra da sua rastreabilidade.

·     ocorrência com impacto contratual ou na segurança ou nos custos.

Exemplo: constatação de não atendimento do escopo contratual; problemas contratuais por causa de falhas do controle de documentos da empresa.

·     causa conhecida sem impactos contratuais e/ou na segurança e/ou nos custos.

Exemplo: falhas detectadas antes da entrega de um determinado produto ao cliente; falha no controle de documentos, evidenciada por seu extravio, deterioração, utilização de cópias ultrapassadas ou na quebra da sua rastreabilidade.

·       retrabalhar para atender aos requisitos especificados;

·       aceitar com ou sem reparo, mediante concessão;

·       reclassificar para aplicações alternativas, ou;

·       rejeitar ou sucatear.

O plano da qualidade a ser implantado pela equipe de gestão de projeto deve estar estruturado em tópicos que abranjam diretrizes para assegurar todas as atividades que influam na qualidade do empreendimento, baseados em requisitos essenciais corretamente definidos, executados e documentados, visando a:

·     prevenir a possibilidade de erros de execução ou de uso de materiais de qualidade insatisfatória, adotando as ações preventivas necessárias para minimizar não conformidades;

·     detectar eventuais não conformidades de documentação, de procedimentos, de execução e de materiais, adotando as ações corretivas necessárias para eliminar suas consequências e evitar sua repetição;

·     obter uma memória técnica das obras que poderá servir de fonte de consulta para obras futuras e facilitar o rastreamento de dados afetos à qualidade.

O sistema da qualidade será planejado de forma a atuar nos itens que afetam a qualidade do empreendimento, tendo presente os requisitos da qualidade (projeto, especificações, normas técnicas aplicáveis, etc.).

A forma de atuação do sistema será tanto de caráter preventivo, evitando não conformidades, como de caráter corretivo, corrigindo não conformidades, priorizando as ações preventivas.

Nos casos de anomalia, de não conformidade que necessitam de serviços de consultoria técnica especializada, estes serão, quando necessário, contratados para a emissão de pareceres técnicos, que subsidiem as tomadas de decisões, nos assuntos referentes às obras.

Entre as principais necessidades da emissão de parecer técnico, destacam-se as seguintes:

·     estabelecer as diretrizes e os procedimentos de cálculo, visando à verificação do detalhamento do projeto executivo, em função de divergências que possam ocorrer durante a construção;

·     estabelecer as diretrizes referentes ao processo construtivo com divergências ao especificado em projeto;

·     estabelecer as diretrizes referentes ao processo construtivo adotado pela construtora quando se tratar de processo inovador;

·     estabelecer as diretrizes em relação ao processo de fabricação adotado pelos fornecedores de materiais e componentes do empreendimento, quando for necessário.



© 2013 - Todos os direitos reservados DIAGRAMA MARKETING EDITORIAL


Loading