Sistema modal de transportes

Capítulos 12345

Capítulo V:
Situação atual e modernização dos transportes: rodoviário, ferroviário, aéreo, aquaviário e dutoviário

A malha rodoviária brasileira é a quarta maior do mundo, segundo dados do World Factbook (2009) e fonte ANTT.

No entanto, apenas 12,2% do total são pavimentadas, percentual claramente insuficiente para as necessiddaes do País e muito inferior ao apresentado por países desenvolvidos e em desenvolvimento, como México (49%), Índia (47%) e Turquia (41%)

Ranking

Paises

% estradas pavimentadas

Extensão rodoviária-km

1

Alemanha

100,0

644.440

2

França

100,0

951.220,

3

Itália

100,0

484.688

4

Reino Unido

100,0

387.674

5

Suiça

100,0

71.214

6

Holanda

100,0

126.100

7

Espanha

99,0

666.292

8

Coréia do Sul

86,8

100.279

9

Rússia

84,7

871.000

10

China

81,0

1.870.661

11

Bélgica

78,0

150.567

12

Japão

77,7

1.177.278

13

Estados Unidos

64,5

6.433.272

14

México

49,5

235.670

15

Índia

47,4

3.383.344

16

Turquia

41,6

426.906

17

Austrália

41,6

810.641

18

Canadá

39,9

1.408.900

19

Suécia

30,5

424.947

20

Brasil

12,2

1.610.081

A despeito da grande extensão da malha rodoviária brasileira, é notável que tal dimensão é insuficiente para acompanhar a demanada por carga nesse modal de maneira a não provocar gargalos que resultem em perda de competividade para a industria local.

Assim, uma meta intermediária factível para 2014 no que se refere à pavimentação de estradas seria a atual porcentagem: pasar de 12,2% para 25%, metadae dos números atuais do mexico e da india.

A Pesquisa Rodoviária CNT 2010 mostra que apenas 16% das rodovias são de gestão privada.

Por outro lado as concessóes representam 86,9% são classificadas como otimo ou bom, enequanto que 66% receberam avaliação de regular, de ruimm e de péssimo estado.

Extensão pública

Estado geral

km

%

Ótimo

4.370

5,6

Bom

21.795

28,2

Regular

26.480

34.2

Ruim

16.580

21,5

Péssimo

8.148

10,5

Total

77.373

100

 

Extensão privada

Estado geral

km

%

Ótimo

7.373

48,0

Bom

5.983

38,9

Regular

1.847

12,0

Ruim

171

1,1

Péssimo

 

 

Total

15.374

100,00

 

1. Aumento da participação do setor privado é de extrema necessidade para alavancar o desenvolvimento do modal rodoviário;

2. Novos processos de licitação devem ocorrer para a ampliação da malha, em um processo claro, seguro, ágil e sem atrasos na contratação das obras;

3. Monitoramento adquado para garantir a manutenção das rodovias;

3.1).Pavimento: condição de superficie; velocidade devido ao pavimento; pavimento do acostamento.

3.2)Sinalizaçaõ: faixas centrais; faixas lateraís; placas de limite de velocidade; placas de indicação; placas de interseção; dispositivos de proteção contínua; visibilidade das placas; legibilidade das placas.

3.3). Geometria da Via: tipo de rodovia; perfil da rodovia; faixa adicional de subida e condição; obras de arte e condição; curvas pergigosas e condição; acostamento.

3.4).Manutenção: preventiva e corretiva

3.5.Meio Ambiente: mitigação em relação ao meio ambiente

4. Aumento da fiscalização para controle de excesso de peso de carga;

5. Regularidade na contratação de obras de conservação, não apenas de obras de expansão;

6. Revisão dos limites de carga por eixo, com os devidos ajustes nos projetos já existentes.

7. Atenção as estradas vicnais, conforme relatório da FIESP:

É de fundamental relevância a formação de funding para projetos em estradas vicinais, tendo em vista o potencial valor econômico da zona de influência destas estradas.

Inclusive, esta finalidade seria uma das aplicações para a CIDE, instituída, através da Lei nº 10.336/2001, a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE) incidente sobre a importação e a comercialização de petróleo e seus derivados, gás natural e seus derivados e álcool etílico combustível.

Segundo a referida Lei, os recursos arrecadados pela CIDE deveriam ser destinados às seguintes finalidades:

I. Pagamento de subsídios a preços ou transporte de álcool combustível, de gás natural e seus derivados e de derivados de petróleo;

II. Financiamento de projetos ambientais relacionados com a indústria do petróleo e do gás; e

III. Financiamento de programas de infra-estrutura de transportes.

No entanto, este recurso tem sido pouco utilizado para os objetivos aos quais se propõe.

Conforme dados da receita federal, a arrecadação da CIDE entre 2004 e 2009 acumulou cerca de R$ 40 bilhões, valor não desprezível.

Se tivesse sido aplicado ao seu propósito, o gargalo de investimentos no segmento rodoviário hoje seria 20% menor.

Fonte: 15ª Pesquisa CNT de roodvias

O estudo aponta que 66,2% das rodovias sob gestâo pública possuem algum problema

Pavimento

Em relação ao pavimento, 79,2% da extensão concedida foi avaliada como ótimo e na gestão pública, o índice cai para 40%.

Sinalização

Na variável sinalização, o percentual de avaliação crítica (ruím ou péssima) é de33,7% nas públicas e 0,9% nas concedidads.

As 18 ligações melhores colocadas no ranking têm gestão concessionada e passam pelo Estado de São Paulo e ultimo lugar esta no Estado do Pará

O Pará foi o Estado que apresentou maior percentual de rodovias deficientes em relação as unidades da federação, além de ter a maior pecentagem de estradas em estado péssimo.

10 melhores ligações

Colocação

Ligação

Rodovías que a compõem

Classificação

Gestão Concessionada

1

Sâo Paulo (SP)-Itaí(SP)-Spíto Santo do Turvo(SP)

SP-255,SP-280/BR-374

Ótimo

Sim

2

Sâo Paulo(SP)-Limeira(SP)

SP-310/BR-364,SP-348

Ótimo

Sim

3

RibeirãoPreto(SP)-Borborema (SP)

SP-330/BR-050,SP333

Ótimo

Sim

4

Bauru(SP)-Itiparina(SP)

SP-225/BR-369

Ótimo

Sim

5

Barretos(SP)-Bueno de Andrade(SP)

SP-326/BR-364

Ótimo

Sim

6

Sâo Paulo(SP)-Uberab(MG)

BR-050,SP-330/BR050

Ótimo

Sim

7

Limeira(SP)-São José do Rio Preto(SP)

SP-310/BR-364,SP-310/BR-456,SP-330/BR-050

Ótimo

Sim

8

Catanduva(SP)-Taquaritinga(SP)-Ribeirão Preto(SP)

SP-322,SP-322/BR-265,SP-323,SP-330/BR-050,SP-351

Ótimo

Sim

9

Araraquara(SP)-São Carlos(SP)-Franca(SP)-Itirapuã(SP)

SP-255,SP310/BR-364,SP-318,SP-334,SP-345

Ótimo

Sim

10

Rio Claro(SP)-Itapetininga(SP)

SP-127,SP-127/BR-373

Ótimo

Sim

 

10 piores ligações

Colocação

Ligação

Rodovías que a compõem

Classificação

Gestão Concessionada

109

Belém(PA)-Guaraí(TO)

BR-222,PA-150,PA-151,PA-252,PA-287,PA-447,PA-475,PA-483,TO-336

Péssimo

Não

108

Rio Verde(GO-Iporá(GO)

GO-174

Ruim

Não

107

Marabá(PA)-Wanderlândia(TO)

BR-153,BR-230,PA-153/BR-153

Ruim

Não

106

Marabá(PA)-Do Eliseu(PA)

BR-222

Ruim

Não

105

Brasília(DF)-Palmas(TO)

BR-010,DF-345/BR-010,GO-118,GO-118/BR-010,TO-010,TO-050,TO-050/BR-010,TO-342

Ruim

Não

104

Manus(AM)-Boa Vista(RR)-Pacraíma(RR)

BR-174

Ruim

Não

103

Barracão(PR)-Cascavel(PR)

BR-163,PR-163/BR-163,PR-182/BR-163,PR-582/BR-163

Ruim

Não

102

Natividade(PI)-Barreiras(BA)

BR-460,BA-46/BR-242,TO-040,TO-280

Ruim

Não

101

Teresina(PI)-Barreiras(BA)

BR-020,BR-135,Br-235,BR-343,PI-140,PI-141/BR-324,PI-361

Ruim

Não

100

Jataí(GO)-Piranhas(GO)

BR-158

Ruim

Não

 



© 2013 - Todos os direitos reservados DIAGRAMA MARKETING EDITORIAL


Loading