Modelagem e interdependência por processos de trabalho

Capítulos 123456

Capítulo VI:
Planejamento e gestão de processos baseados em fatos e controle

Tomada de decisões com base na medição e na análise do desempenho, levando-se em consideração as informações disponíveis, incluindo os riscos identificados.

A tomada de decisão, em todos os níveis da organização, deve apoiar-se na análise de fatos e dados dos ambientes interno e externo, a qual deve abranger todos os aspectos importantes para a organização, ou seja: clientes, mercados, finanças, pessoas, fornecedores, produtos, processos, sociedade e comunidade.

Para que o processo de tomada de decisões seja eficaz e para que a introdução de melhorias e inovações seja mais rápida, a organização deve dispor de sistemas estruturados e informações adequadas ao seu negócio e desenvolvimento na obtenção e no uso sistemático de informações comparativas.

Dispondo de informações íntegras e atualizadas, os gestores podem qualificar suas decisões no dia a dia, assim como aquelas relacionadas à estratégia, aumentando a probabilidade de êxito quanto ao alcance de seus objetivos.

Compromisso com a obtenção de resultados que atendam, de forma harmônica e balanceada, às necessidades de todas as partes interessadas na organização.

Para atender às necessidades das partes interessadas e concretizar a visão de futuro, são formuladas estratégias e se estabelecem metas e planos de ação, que devem ser eficazmente comunicados a todas as partes interessadas. O consentimento e o comprometimento de todos quanto aos objetivos da organização contribuem para implementar as estratégias.

A gestão do desempenho de pessoas e equipes e a análise do desempenho da organização são instrumentos que permitem à organização monitorar o cumprimento das estratégias e o grau de alinhamento com os objetivos traçados.

A organização que age desta forma enfatiza o acompanhamento dos resultados em relação às metas, a comparação destes com referenciais pertinentes e o monitoramento da satisfação de todas as partes interessadas, obtendo sucesso de forma sustentada e adicionando valor para todas elas.

O monitoramento pela medição do desempenho de um conjunto de atividades (processos) tem papel fundamental para analisar as distorções, apresentar alternativas de soluções para o bom andamento da organização, garantindo informações confiáveis para a tomada de ações preventivas e corretivas em busca dos objetivos do projeto, da sua qualidade e da sua produtividade.Os principais objetivos são:

·        assegurar o atendimento aos requisitos do empreendedor;

·        ser capaz de estabelecer objetivos e respeitá-los;

·      proporcionar padrões para estabelecer comparações dos dados sobre o que foi executado com o que havia sido planejado, por exemplo, normas técnicas, especificações estabelecidas em projeto de arquitetura e de engenharia, planejamento estratégico e operacional, cronogramas de atividades, custos estabelecidos em contrato;

·        visibilidades de ações para que as pessoas possam monitorar seu próprio nível de desempenho;

·       destacar problemas de qualidade e determinar áreas prioritárias;

·    proporcionar realimentação dos procedimentos para direcionar os esforços de melhoria e os objetivos do empreendedor, incluindo-se alternativas de soluções;

·       possibilitar ações corretivas em tempo oportuno quando ocorrer desvios de procedimentos;

·       ser capaz de estabelecer relações de interdependência entre os vários processos da organização e do próprio projeto;

·         ser objetivo, econômico e favorável às organizações envolvidas na execução do projeto;

·      ações de controle de riscos, que eventos indesejáveis não apareçam durante o desenvolvimento do projeto, desde a fase de sua concepção, implantação até a operação;

·        prover banco de dados para que possam ser consultado em projetos futuros.



© 2013 - Todos os direitos reservados DIAGRAMA MARKETING EDITORIAL


Loading