Primeiro banco 100% estrangeiro no Brasil e da XCMG no Mundo será em Pouso Alegre

Além do banco, XCMG anunciou que pretende ampliar cinturão de fornecedores em Pouso Alegre - Crédito: Divulgação

Tamanha a aposta da China no crescimento brasileiro dos próximos anos e a consequente demanda por investimentos em infraestrutura, que o grupo asiático Xuzhou Construction Machinery Group (XCMG), com fábrica em Pouso Alegre, no Sul de Minas Gerais, acaba de abrir seu primeiro banco também na cidade mineira. Com um capital inicial de R$ 100 milhões, trata-se do primeiro banco, com capital 100% estrangeiro, a obter autorização de funcionamento junto ao Banco Central (BC).

De acordo com o vice-presidente do banco, Roberto Pontes, a expectativa é de que a instituição financeira comece a operar até o fim do primeiro trimestre de 2020 e funcione em complementaridade aos bancos locais. Os planos são de apoiar os negócios do próprio grupo no Brasil, e também de ampliar o leque de serviços para empresas chinesas, do ramo industrial em operação na América Latina.

Para isso, segundo ele, num primeiro momento o banco irá ofertar aos clientes do grupo, revendedores e a indústria de modo geral, produtos financeiros diversos como financiamento de máquinas, leasing e investimentos.


A XPMG planeja implantar um cinturão de fornecedores na área industrial onde construiu unidade em Pouso Alegre – Crédito: Divulgação

Depois, a ideia é oferecer outros serviços, como modalidades de crédito e de capital de giro, incluindo linhas de crédito do Financiamento de Máquinas e Equipamentos (Finame) do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A expectativa é que sejam movimentados de R$ 400 milhões a R$ 500 milhões em operações de crédito no primeiro ano e a meta é atingir o break even point em três anos. Além disso, o banco contará também com escritório em São Paulo.
 
A autorização para a abertura do Banco XCMG S.A. foi concedida em outubro de 2019 pelo Banco Central, após atendimento a todos os requisitos previstos na regulamentação e participação de recursos estrangeiros no capital nacional.

Cinturão – Com atuação no mercado brasileiro desde 2004 e fábrica em Pouso Alegre desde 2014, a XCMG também pretende ampliar as operações em terras brasileiras. A ideia é criar, na área industrial onde está instalada, no Sul de Minas, um cinturão de fornecedores.

A unidade mineira é a primeira do grupo com operações fora do continente asiático e contou com investimento de mais de meio bilhão de dólares, na época. Atualmente, a capacidade anual de montagem da planta chega a 7 mil máquinas pesadas, como caminhões, guindastes, carregadeiras, escavadeiras, motoniveladoras, rolos compactadores e perfuratrizes.

Fundado em 1943, é o maior grupo de empresas na indústria de maquinário de construção da China, com a maior variedade e série de produtos, e a mais competitiva e influente no setor. Ocupa atualmente o quinto lugar na indústria mundial de maquinário de construção e a quarta no top 100 da indústria chinesa de maquinário, exportando para mais de 183 países e regiões em todo o mundo.

© 2013 - Todos os direitos reservados - Diagrama Marketing Editorial