Logotipo Engenharia Compartilhada
Home Notícias Klabin usa lodo de efluentes para fazer tijolos e diminuir emissão de carbono
Construção Civil

Klabin usa lodo de efluentes para fazer tijolos e diminuir emissão de carbono

clickpetroleoegas.com.br - Outubro 2020 199 Visualizações
Klabin usa lodo de efluentes para fazer tijolos e diminuir emissão de carbono

A preocupação com o meio ambiente é um tema recorrente na agenda de diversos setores da sociedade, principalmente na construção civil. Iniciativas para fomentar uma economia circular e de baixo carbono não só reduzem a geração de resíduos sólidos e efluentes e aumentam seu reaproveitamento, mas também estão na vanguarda das discussões de empresas que buscam práticas de gestão mais sustentáveis.

A Klabin, que tem o compromisso de incorporar essas soluções em suas operações, da silvicultura às embalagens, possui uma série de projetos de reaproveitamento de seus resíduos. Um desses projetos usa o lodo criado no processo de tratamento de águas residuais para fazer tijolos para uso pela indústria de construção civil.

Unidade Rio Negro da Klabin no Paraná
O projeto, lançado em 2018, foi desenvolvido pela equipe de Meio Ambiente da Unidade Rio Negro da Klabin no Paraná, com apoio das equipes corporativas de Sustentabilidade e Pesquisa e Desenvolvimento. Com isso, 25 toneladas de resíduos por mês passaram a receber nova aplicação, sendo reaproveitadas até mesmo nas obras da própria empresa.

“Acreditamos na economia circular como base para a construção de um futuro sustentável. Hoje, temos inúmeras iniciativas nessa frente, incluindo diversas práticas de reaproveitamento dos resíduos gerados em nossas operações.

Para se ter uma ideia, hoje atingimos o índice de 97% de todos os resíduos gerados em nossas operações sendo reaproveitados ou reciclados, e estabelecemos a meta de atingir ZERO resíduos enviados para aterro até 2030 ”, afirma Júlio Nogueira, da sustentabilidade e da Klabin gerente de meio ambiente.

Klabin deseja diminuir emissão de carbono na construção civil
Além de uma destinação de resíduos mais ecologicamente correta, soluções mais responsáveis por diversos setores da economia representam ações fundamentais para a mitigação das mudanças climáticas.

Na construção civil, por exemplo, segundo pesquisas, o uso do concreto responde atualmente por 8% das emissões de carbono. A busca por alternativas que causem menores impactos ambientais está alinhada às políticas de baixo carbono cada vez mais adotadas em diversos países.

Outra importante iniciativa também voltada para a construção civil é realizada na Estação de Tratamento de Resíduos da Unidade Puma, que também é responsável pelo tratamento dos resíduos da Unidade Monte Alegre, que são transformados em blocos para pavimentação ou bueiros, podendo também ser usado em projetos de construção civil.