Logotipo Engenharia Compartilhada
Home Notícias Agência Nacional do Petróleo prevê que até 2025, a produção de petróleo chegue à 3,6 milhões de barris por dia
Petróleo

Agência Nacional do Petróleo prevê que até 2025, a produção de petróleo chegue à 3,6 milhões de barris por dia

Clickpetroleoegas - Janeiro 2021 134 Visualizações
Agência Nacional do Petróleo prevê que até 2025, a produção de petróleo chegue à 3,6 milhões de barris por dia

A projeção da ANP indica que a produção de petróleo pode aumentar 23% e o gás natural ter um aumento de 34%

A ANP – Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, fez uma projeção que prevê que a produção de petróleo aumente gradativamente nos próximos anos, atingindo 571,5 mil metros cúbicos por dia – 3,6 milhões de barris por dia e o gás natural chegue à 173,2 milhões de metros cúbicos por dia.

O aumento dos respectivos combustíveis fósseis podem chegar à 23% e 34%. Neste ano de 2021, é esperado que a produção de petróleo chegue em 463,96 milhões de metros cúbicos/dia – 2,9 milhões de barris/dia, e de gás natural em 12,917 milhões de metros cúbicos/dia.

A previsão é de que a Petrobras e outras grandes petroleiras vão produzir na área do pré-sal. Novas plataformas podem entrar em operação, principalmente nos campos de Mero e Búzios. Segundo a ANP, deste ano até 2023, o país vai instalar mais oito.

A maior parte do investimento das petrolíferas irá para a perfuração, embora deva diminuir nos próximos anos. Em 2021, o investimento será de 12,5 bilhões de reais, em 2022 suba para 12,77 bilhões de reais e que fique em queda até 2025, chegando a 4,68 bilhões de reais.

Por outro lado, a área que mais cresce é o descomissionamento de campos de petróleo, o que pode ser devido à decisão da Petrobras de deixar uma área menor, já que a empresa acredita não ser adequada às suas condições de produção.

Até 2025, o investimento total nessa área aumentará de 5 bilhões de reais para 5,7 bilhões de reais. Segundo a ANP, quase todo esse dinheiro será gasto em campos de petróleo offshore.