Logotipo Engenharia Compartilhada
Home Notícias Hidrogênio verde: UFC assina protocolo de intenções com empresa chinesa de energia
Universidades

Hidrogênio verde: UFC assina protocolo de intenções com empresa chinesa de energia

Universidade Federal do Ceará - 29 de setembro de 2021 424 Visualizações
Hidrogênio verde: UFC assina protocolo de intenções com empresa chinesa de energia

Projetos de aerogeradores offshore estão no radar da parceria entre a UFC e a empresa chinesa (Foto: Divulgação/Mingyang Smart Energy)

A Universidade Federal do Ceará assinou protocolo de intenções com uma empresa chinesa no âmbito das articulações para a instalação do hub de hidrogênio verde no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), localizado a 60 quilômetros de Fortaleza. O documento foi assinado no dia 19 de setembro, tendo como instituição parceira a companhia de energia Mingyang Smart Energy. A ideia é desenvolver atividades conjuntas na área de energia eólica.

O protocolo de intenções (documento que também é conhecido como memorando de entendimento) prevê a visita de professores e estudantes de pós-graduação da UFC às plantas de produção da empresa, na China, no intuito de identificar linhas de pesquisa e desenvolvimento que possam ser implantadas na Universidade.

Nesse sentido, serão planejadas as seguintes atividades: estágio na fábrica ou centro de pesquisa da Mingyang; condução de projetos de pesquisa conjuntos com a UFC e a Universidade de Nankai; desenvolvimento de um projeto-piloto offshore (no mar), localizado no Pecém, que servirá de plataforma para um programa de pesquisa conjunta; intercâmbio de integrantes da empresa Mingyang e de professores, pesquisadores e estudantes da UFC. Ficou estabelecido, ainda, que a UFC receberá, como professor visitante, o presidente da Mingyang, Zhang Qiying, que deverá participar de palestras e seminários sobre energia eólica.

De acordo com o protocolo, que é válido por cinco anos, poderão ser desenvolvidas ainda outras atividades que promovam a execução de projetos de interesse mútuo.

Na avaliação do reitor Cândido Albuquerque, o hidrogênio verde é algo que atualmente está na fronteira do conhecimento e precisa ser cada vez mais pesquisado, sendo uma das grandes apostas, por exemplo, no processo de substituição de combustíveis fósseis. Nesse sentido, o dirigente vê bastante potencial na parceria com instituições da China, já que o país asiático é uma das maiores potências mundiais em diversas áreas do conhecimento.

O hidrogênio verde é obtido através de um processo químico chamado eletrólise, com uso de fontes renováveis de energia, como a eólica (Foto: Divulgação/Mingyang Smart Energy)

"Queremos trazer, para dentro da UFC, as condições para que possamos desenvolver a tecnologia do hidrogênio verde. Já temos os ingredientes: sol e vento. Agora, precisamos trazer esse conhecimento para a Universidade, a fim de que nossos professores, pesquisadores, alunos e servidores técnico-administrativos possam participar da produção dessa nova tecnologia", diz o reitor, frisando que a ideia é tornar a UFC uma referência nacional e internacional em hidrogênio verde.

O pró-reitor de Relações Internacionais e Desenvolvimento Institucional, Prof. Augusto Albuquerque, diz que a expectativa é que esse seja o primeiro de muitos protocolos que serão assinados pela Universidade com vistas à atração de desenvolvimento de pesquisas e novas tecnologias em hidrogênio verde. "O tema está em grande efervescência em nível global, e muitos aperfeiçoamentos e melhorias são demandados em toda a cadeia de produção, transporte e aplicação. Diante disso, se descortina um horizonte de muitas oportunidades para nossos pesquisadores", destaca.

"O memorando de entendimento assinado com a Mingyang foi um importante tento para a UFC, uma vez que proporcionará a participação dos pesquisadores e profissionais dos departamentos de Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica e de Engenharia Estrutural e Construção Civil nos projetos de aerogeradores offshore", acrescenta o diretor do Parque Tecnológico da UFC, Prof. Fernando Nunes. Segundo ele, o intercâmbio de professores e estudantes é um dos pontos mais positivos do acordo.

A UFC é parceira do poder público e da iniciativa privada em um projeto que pretende tornar o Ceará um hub de hidrogênio verde (Foto: divulgação)

Na próxima sexta-feira (1º), uma comitiva da UFC, liderada pelo reitor, viajará à Espanha. Entre os compromissos estão visitas a instalações de produção de hidrogênio e à Universidade Complutense de Madrid.

CONTEXTO – Desde o anúncio do programa de instalação do hub de hidrogênio verde no Estado, a UFC vem sendo procurada por empresas de geração de energia. No início de setembro, a Universidade recebeu a visita de representantes de uma multinacional francesa para discutir projetos na área.

Também em setembro, Universidade recebeu a visita de representantes de uma multinacional francesa para discutir projetos na área, em São José dos Campos, para prospectar parcerias na seara do hidrogênio verde.

SOBRE O HIDROGÊNIO VERDE – Apesar de ser um elemento abundante na natureza, o hidrogênio não está disponível em estado puro. Ele é obtido através de um processo químico chamado eletrólise, com uso de fontes renováveis de energia, como a eólica e a solar. Quando ocorre a obtenção do hidrogênio por meio dessas energias limpas, sem emissão de carbono, ele ganha a denominação de "hidrogênio verde".

Fonte: Prof. Augusto Albuquerque, pró-reitor de Relações Internacionais e Desenvolvimento Institucional – e-mail: augusto.albuquerque@ufc.br