Logotipo Engenharia Compartilhada
Home Capítulos

Gestão, tipos e materiais constituintes do concreto

Capítulos 1 2 3 4

Capítulo II

Cimento, adições minerais e água

46.4. Cimento

46.4.1. Tipos de cimento Portland e principais aplicações

 O Brasil dispõe de oito tipos normalizados de cimento Portland, os quais com seus subtipos e classes chegam a mais de duas dezenas disponíveis para as suas mais variadas aplicações.

nome técnico do cimento portland

sigla

classes

conteúdo dos componentes em %

clinker + gesso

Escória

pozolana

filer cálcareo

 

comum

CPI

25,32,40

100

 

 

 

comum com adição

CPI-S

25,32,40

99-95

1 - 5

Considerações sobre o CPI e CPI-S:

1 – obedecendo à NBR 5732

1 - o CPI , embora praticamente ausente do mercado, principalmente por questões ambientais e de racionalização de energia, contínua como referência, por suas características e propriedades, foi o primeiro a ser produzido no Brasil;

2 - o CPI-S é muito utilizado quando não há exposição a sulfatos do solo ou de águas subterrâneas e recomendado quando não são exigidas propriedades especiais do cimento e para construções em geral.

 

 

nome técnico do cimento portland

sigla

classes

conteúdo dos componentes em %

clinker + gesso

escória

pozolana

filer cálcareo

 

composto com escória

CPII-E

25,32,40

94-56

6-34

0

0-10

composto com pozolana

CPII-Z

25,32,40

94-76

0

0-14

0-10

composto com filer

CPII-F

25,32,40

94-90

0

0

6-10

Considerações sobre o CPII

1 - - Cimento Portland composto modificado, CP II obedecendo à NBR 11578

2 - Gera calor numa velocidade menor do que o gerado pelo Cimento Portland Comum.

Seu uso, portanto, é mais indicado em lançamentos maciços de concreto, onde o grande volume da concretagem e a superfície relativamente pequena reduzem a capacidade de resfriamento da massa.

Este cimento também apresenta melhor resistência ao ataque dos sulfatos contidos no solo.

Recomendado para obras correntes de engenharia civil sob a forma de argamassa, concreto simples, armado e protendido, elementos pré-moldados e artefatos de cimento.

3 -  Cimento Portland CP II-Z , com adição de material pozolânico.

Empregado em obras civis em geral, subterrâneas, marítimas e industriais.

E para produção de argamassas, concreto simples, armado e protendido, elementos pré-moldados e artefatos de cimento.

O concreto feito com este produto é mais impermeável e por isso mais durável.

4 - Cimento Portland Composto CP II-E, com adição de escória granulada de alto-forno

Composição intermediária entre o cimento portland comum e o cimento portland com adições (alto-forno e pozolânico).

Este cimento combina com bons resultados o baixo calor de hidratação com o aumento de resistência do Cimento Portland Comum. Recomendado para estruturas que exijam um desprendimento de calor moderadamente lento ou que possam ser atacadas por sulfatos.

5 - Cimento Portland Composto CP II-F, com adição de material carbonático - fíler

Para aplicações gerais. Pode ser usado no preparo de argamassas de assentamento, revestimento, argamassa armada, concreto simples, armado, protendido, projetado, rolado, magro, concreto-massa, elementos pré-moldados e artefatos de concreto, pisos e pavimentos de concreto, solo-cimento, dentre outros.

 

 

 

nome técnico do cimento portland

sigla

classes

conteúdo dos componentes em %

clinker + gesso

escória

pozolana

filer cálcareo

 

Alto forno

CPIII

25,32,40

65-25

35-70

0

0-5

Considerações sobre CPIII

1 - Cimento Portland de Alto Forno CP III, com escória, obedecendo à NBR 5735)

2 - Apresenta maior impermeabilidade e durabilidade, além de baixo calor de hidratação, assim como alta resistência à expansão devido à reação álcali-agregado, além de ser resistente a sulfatos.

3 -É um cimento que pode ter aplicação geral em argamassas de assentamento, revestimento, argamassa armada, de concreto simples, armado, protendido, projetado, rolado, magro e outras.

4 - Mas é particularmente vantajoso em obras de concreto-massa, tais como barragens, peças de grandes dimensões, fundações de máquinas, pilares, obras em ambientes agressivos, tubos e canaletas para condução de líquidos agressivos, esgotos e efluentes industriais, concretos com agregados reativos, pilares de pontes ou obras submersas, pavimentação de estradas e pistas de aeroportos

 

 

nome técnico do cimento portland

sigla

classes

conteúdo dos componentes em %

clinker + gesso

escória

pozolana

filer cálcareo

 

pozolânico

CPIV

25,32

85-45

0

15-50

0-5

Considerações sobre o CPIV

1 - - Cimento Portland CP IV, com pozolana, obedecendo à NBR 5736

2 - Para obras correntes, sob a forma de argamassa, concreto simples, armado e protendido, elementos pré-moldados e artefatos de cimento.

3 - É especialmente indicado em obras expostas à ação de água corrente e ambientes agressivos.

4 - O concreto feito com este produto se torna mais impermeável, mais durável, apresentando resistência mecânica à compressão superior à do concreto feito com Cimento Portland Comum, a idades avançadas.

5  Apresenta características particulares que favorecem sua aplicação em casos de grande volume de concreto devido ao baixo calor de hidratação

 

 

nome técnico do cimento portland

sigla

classes

conteúdo dos componentes em %

clinker + gesso

escória

pozolana

filer cálcareo

 

Alta Resistência Inicial

CPV-ARI

25-32

85-45

0

15-50

0-5

Considerações sobre o CPV ARI

1 - Cimento Portland CP V ARI, Alta Resistência Inicial, obedecendo à NBR 5733)

2 - Com valores aproximados de resistência à compressão de 26 MPa a 1 dia de idade e de 53 MPa aos 28 dias, que superam em muito os valores normativos de 14 MPa, 24 MPa e 34 MPa para 1, 3 e 7 dias, respectivamente, o CP V ARI é recomendado no preparo de concreto e argamassa para produção de artefatos de cimento em indústrias de médio e pequeno porte, como fábricas de blocos para alvenaria, blocos para pavimentação, tubos, lajes, meio-fio, mourões, postes, elementos arquitetônicos pré-moldados e pré-fabricados.

3 - Pode ser utilizado no preparo de concreto e argamassa em obras desde as pequenas construções até as edificações de

2021 - Desenvolvido por Diagrama Comunicação | Doctus Tecnologia

© Portal Engenharia Compartilhada. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade